Loja Virtual: Primeiros passos

Vou mostrar que precisa de mais do que apenas vontade para abrir e manter uma loja virtual!

Trabalho há mais de 5 anos com e-commerce, e, nesse tempo, foi possível ver alguns erros e acertos de nossos clientes dos mais diversos portes e localizações. Por essa razão, vou trazer algumas dicas para vocês que estão querendo entrar no mercado digital.

Antes de começar um e-commerce é necessário saber e conferir algumas etapas que eu julgo importante. Principalmente, se você for leigo no quesito internet (sim, pessoas que não, às vezes, não têm a menor ciência do que se passa na internet querem ter uma loja virtual, porque está “na moda” e/ou é um “mercado que só cresce”).

Vamos lá!

post-LOJA-VIRTUAL-

Antes de iniciar uma loja virtual

-> Estude o mercado – veja o que está em alta ou no que você tem habilidade e conhecimento. Se não tiver, calma, estude, busque locais que têm serviços para empreendedores. Logo, segue algumas opções de empresas de consultoria – SEBRAE, o programa AEROPLANOS, SENAC, entre outros.

-> Prepare-se para vender on-line – não adianta você ter uma loja virtual se não souber como as vendas se dão. A não ser que você contrate uma empresa para fazer esse acompanhamento. Então, é necessário ver a questão de produção do produto, estoque, nota fiscal, entre outros itens.

-> Preocupe-se com a logística – hoje, entrega no prazo (ou antes) e com o produto perfeito são diferenciais. Quem nunca teve problema com um produto comprado naquele site que você tanto gosta?

-> Faça uma consulta ou contrate um advogado – as leis para comércio on-line são diferentes. O cliente tem até 7 dias para trocar o produto, sem qualquer restrição, devido ao direito de arrependimento. Você tem que informar todos os dados da empresa no site, entre outros itens. Então, procure alguém especialista para não ter problemas futuros.

Depois de organizar esses pontos, você já vai ter uma ideia de como lidar com a parte “interna” da loja virtual!

Com isso, poderá passar para a parte prática da loja: comprar domínio, colocar numa boa hospedagem, criar a arte do site e programar a plataforma de vendas. Se você não tiver conhecimento, é possível encontrar plataformas de locação de páginas, assim como pode contratar uma empresa especializada.

Algumas empresas, além de programar sua loja virtual, dão um treinamento para análise, acompanhamento e futuras atualizações do conteúdo!

O assunto e-commerce é muito falado, talvez, por isso, as pessoas vão levando com a barriga ou achando que é simples vender pela internet. Porque essa ideia é a que grande parte do conteúdo sobre e-commerce passa para o cliente final.

Espero ter ajudado e se precisar tirar dúvidas ou saber mais sobre e-commerce, basta mandar um e-mail para mim – juliana@chillicomunicacao.com.br – prometo que responderei o mais breve possível.

Mas, antes, se você tiver em dúvida em que formato de site é o melhor para você e/ou sua empresa, veja um outro post aqui ( Site, por que ter? )que eu fiz sobre as diferentes possibilidades.